top of page

7 conselhos

Atualizado: 12 de fev. de 2023

29.jun.2021


Todos nós gostamos de dar conselhos, acerca de tudo e acerca de nada, sobretudo sem ninguém nos pedir.

No momento em que vamos de férias, vale a pena enviar alguns conselhos para o próximo ano letivo.


Conselho nº 1

Dar tempo aos neurónios

O desafio de qualquer ser humano é ser cada vez mais capaz de se aperceber do que se passa à sua volta. Isso só é possível se, ao longo do tempo formos adquirindo novas aprendizagens que nos vão permitir percecionar o que se passa.

Mas cada nova aprendizagem corresponde a novas ligações que ocorrem dentro do cérebro entre vários neurónios. Ora para que haja novas ligações entre as células do nosso cérebro é necessário tempo. É preciso tempo para ouvir, tempo para ler, tempo para observar. Tempo também para dormir, para relaxar, pois sem o devido descanso não conseguimos progredir ao longo da nossa vida.


Conselho nº 2

Ter momentos alfa

Novas aprendizagens exigem uma grande diversidade de estímulos. Uma das formas de descobrir assuntos novos é ouvir. Quando se vê um filme, se assiste a um espetáculo de música ou de teatro, ouve-se e vê-se. Estamos em silêncio, concentrados a absorver tudo a que assistimos. Também numa aula é importante ouvir, sem distrações o que diz alguém. São os momentos ALFA. Porque é a primeira forma de absorvermos informação: ver e ouvir.


Conselho nº 3

Ter momentos beta

Um outro tipo de estímulos que é preciso proporcionar aos nossos neurónios passa por interagir com os outros. Ouvir, mas também intervir, questionar e tentar responder. Num grupo de 10 pessoas ou até mais, a interação entre todos pode ser muito enriquecedora. É um debate, é uma conversa, é uma interação. É um momento BETA. Mais rico do que ficar apenas a ouvir, os momentos BETA exigem uma grande disciplina para não se tornarem caóticos.


Conselho nº 4

Ter momentos ómega.


Depois de ouvir em público, de debater com um grupo mais restrito, é fundamente recolhermo-nos no silencio do nosso quarto. Ler, escrever, pensar apenas. Tirar apontamentos, consolidar tudo o que se ouviu e falou. São os momentos ÓMEGA que vão consolidar tudo o que vimos acontecer e garantir que tudo fica na nossa memória.


Conselho nº 5

Mergulha: não fiques à superfície.


Com os momentos ómega é possível mergulhar nos assuntos. É uma perda de tempo ficar pela superfície, sem ficar a saber nada. Às vezes somos apresados, queremos despachar. Não vale a pena.


Conselho nº 6

Organiza-te: cada coisa no seu lugar e cada lugar para a sua coisa.


Uma máquina só funciona se tiver as peças no seu lugar. Um carro não anda se tiver as rodas no tejadilho. Portanto, quer os nossos objetos pessoais, quer os materiais escolares devem estar sempre no lugar certo. Mesmo numa folha de papel as anotações precisam de estar organizadas, senão não conseguimos rever o que já escrevemos.


Conselho nº 7

Não lutes contra o vento: ergue as tuas velas.

Quando o vento se levanta parece que tudo vai pelos ares. Há quem se irrite com o vento forte. A verdade é que se estivermos bem protegidos e fortificados, sentir o vento forte é uma fonte de prazer. As pessoas inteligentes aproveitam o vento, para as ajudar a ir para onde querem. Basta saber para onde se quer ir. Os marinheiros até sabem navegar à bolina, que consiste em navegar contra o vento, em ziguezagues, fazendo-se ao vento no ângulo certo.


© Eduardo Rui Alves - 2021



13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O DESAFIO DA EDUCAÇÃo

O desafio da educação é colocar as sementes certas na mente de cada aluno e não atirar areia ao ar, à toa, deixando que caiem sobre as cabeça de todos.

Comentários


bottom of page